segunda-feira, 23 de julho de 2012

Dispo-me...




Hoje, sim Hoje...
Porque assim o quero...
Porque é o dia vinte e três…
Não importa sequer de que mês…
E porque estamos no ano em que fiz trinta e três…
Hoje, sim hoje…
Aqui e agora…
Pouco importa a que hora…
Num momento íntimo de mim mesmo…
Descalço as sandálias e dispo-me agora…
Agora sim!... porque o quero…
Porque sinto que o devo fazer…
E porque assim tem mesmo que ser…
Sem qualquer medo ou pudor…
Dispo-me de todos os medos e das causas de tanta dor…
Dispo-me de tudo o que me escondia…
Quando olhando ao espelho não me reconhecia…
Dispo-me de todas as amarras que me prendiam a um passado…
De todos os orgulhos, conceitos e preconceitos…
De tudo o que me tortura e faz sofrer quem está a meu lado…
Dispo-me deste eu que não reconheço…
Quero viver tudo o que tenho direito e sei que mereço…
Dispo-me de tudo o que de ti me afastava…
Pois sinto que aos poucos te sufocava…
Dispo-me de todos os meus vícios…
Que à minha vida apenas trouxeram malefícios!...
Dispo-me desta pele que em mim não assenta…
Exponho a tua tatuagem que em mim se apresenta…
Dispo-me de tudo menos de ti…
Pois contigo vivo e sinto o que nunca antes senti…
Sinto esse meu querer de viver…
Que reconheço como parte integrante do meu ser…
Hoje, sim hoje…
Dispo-me desta pessoa que não reconheço…
Que tão longe está daquela do nosso começo…
Visto a tatuagem de ti na minha pele…
Esperando apenas não o fazer tardiamente…
Porque tudo o que sempre tive na minha mente…
Foi vestir-me de ti e ser feliz incondicionalmente!...

Sem comentários: