domingo, 15 de julho de 2012

Nuvem...



Encantei-me com as nuvens...
Recortadas recordando-me de ti...
Como se fossem calmas paisagens...
Locais paradisíacos...
Locuções de um pensamento aberto...

Portas de sonhos por alcançar...
No vazio de tudo eram frontes do universo deslumbrantes...
Na leveza e suavidade de um toque...
No silêncio via-as deslizar num gozo obscuro...
E luminoso, tão suave na visão que se dilata...
Que clamor ansiando a liberdade...

Que clamores mas em silêncio na brancura unânime!...
Um sopro do desejo que repousa no seio do movimento...
Que modela as formas amorosas...
Desenhando-te nos seus recortes suaves...
Sou mais que um corpo, sou um corpo que se eleva...
Ao espaço inteiro, à luz ilimitada...

Ao brilho mais resplandecente...
No gozo de ver num sono transparente...

Navego em céu aberto...
O olhar e o sonho são os meus guias...
A nuvem a minha estrada!...

4 comentários:

António Luís disse...

Pronto!
Desafio superado com nota máxima.
Abraço.

António Luís disse...

Pronto!
Desafio superado com nota máxima.
Abraço.

Caroteno disse...

Obrigado Grande Amigo.
Tudo de bom para ti.
Grande Abraço

Caroteno disse...

Obrigado Grande Amigo.
Tudo de bom para ti.
Grande Abraço