sábado, 7 de julho de 2012

Perdão...




As palavras perfeitas nunca cruzaram a minha mente...
Porque não havia nada além de ti...
Eu senti cada parte de mim gritando bem alto...
Mas o som estava preso dentro de mim...
Tudo o que queria passou rápido por mim...
Mas eu estava preso bem forte à terra...
Eu poderia ficar preso aqui por uns mil anos...
Sem os seus braços para me puxar...
Aí estás tu, bem à minha frente...
Todo este medo que vá embora
Abraça-me apertado...
Porque eu preciso que me guies para a segurança...
Não, eu não vou esperar para sempre...
Na confusão, e nas consequências...
Tu és o meu sinal de fogo...
A minha única resolução e o meu único prazer...
Tudo o que mais desejo nesta vida...
É poder sentir o brilho enfraquecido de perdão nos teus olhos...

Sem comentários: