segunda-feira, 2 de julho de 2012

Rumo...



Era tudo tão desconhecido...
Tudo tão ligado...
Tudo tão belo...
A simplicidade e a sinceridade...
A companhia e o prazer...
As palavras amigas...
O abraço caloroso...
O beijo...
Tudo bom demais...
Quase como um sonho...
Onde poderíamos chegar...
A vida é um caminho diário...
Passo após passo...
Sempre com cuidado para não cairmos...
Os sonhos também podem ser dolorosos...
O olhar distante...
A ausência das tuas palavras...
A falta do teu abraço caloroso...
Para onde foste!?...
Fugiste...
Olhei-te na palma da minha mão...
A mão aberta onde estavas tatuada...
Por entre os dedos escapavas como grãos de areia...
Sem que fossem precisas palavras...
Senti que te deveria deixar ir...
Abri os dedos para que o teu rumo pudesses seguir...
Sempre foi assim...
Sempre será...
Segui esta estrada...
Onde me levará...
Quando lá chegarei...
Continuo mesmo sem saber...
Um dia após outro dia...
Um passo após outro passo...
Sempre assim será!...
Não deixarei de seguir este rumo...
Até onde esta vida me levar!...

2 comentários:

Ernesto Castanha disse...

Olá tudo de bom ...
Obrigada por seguir o meu blog .
Também estou a seguir o seu , como poderá ver .
Eu recomendei no +1
Parabéns o seu blog está magnifico .


Ernesto
ernestocastanha.blogspot.com
ernestocastanha.blgs.sapo.pt

Ernesto Castanha disse...

Olá tudo de bom ...
Obrigada por seguir o meu blog .
Também estou a seguir o seu , como poderá ver .
Eu recomendei no +1
Parabéns o seu blog está magnifico .


Ernesto
ernestocastanha.blogspot.com
ernestocastanha.blgs.sapo.pt