quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Reconhece-me...



Durante demasiado tempo me perdi...
Ao ponto de minhas asas deixar de usar...
Muita profunda a tristeza em mim poisou...
Sofucando todos as horas para sonhar...
Olhei-me no espelho... não me reconheci...
Procurei por ti e longe senti que estou...
Como foi possível tanto mal a mim fazer...
Quase perdendo teu doce profundo amar...
Senti a dor... desejo de desaparecer...
Hoje diante de ti ouve o meu pedir...
Reconhece-me... e abraça este sentir...
Que nos faz esquecer o tempo e o lugar...
Nos braços um do outro desejando estar...




Sem comentários: