terça-feira, 7 de agosto de 2012

Saudade...




Desejo…
Que a tristeza te possa convencer…
Que a saudade não pode compensar…
E que a tua ausência não me dá paz…
E o verdadeiro amor de quem se ama…
Tece uma teia que nos une e fortalece…
Que apesar das tempestades não se desfaz…
É a coisa mais divina e pura que pode existir…
Que há no mundo e em todo o universo…
É viver em cada segundo o segundo que existe…
Como nunca mais pode voltar a ser vivido…
Saudades eu sinto por não te poder tocar…
Do teu aroma em meu pulmões poder guardar…
A tua pele a minha tocar e assim a incendiar…


Sem comentários: