terça-feira, 28 de agosto de 2012

Sonhos...



O despertador manda sair da cama...
Perante o espelho tempo de barbear...
No olhar a ausência daquela chama...
Do dia em que é tempo de regressar...
Sonhos que outrora foram sonhados...
Todos  parecem querer desaparecer...
Dando lugar a medos antes infundados...
E que agora têm corpo e razão de ser...
Ter um curso e poder enfim trabalhar...
Hoje é uma miragem perante o olhar...
Ter uma casa para nela poder viver...
Sonho muito difícil de poder manter...
De que vale um dia crescer e sonhar...
Se tudo fica longe de se poder tocar...
Sonhos que o tempo vai hoje levando...
Da vida vamos perdendo o comando...
Não estou preparado para desistir...
As rédeas dos sonhos irei assumir...
Sonhos que a vida vão comandar...
Agora que é tempo mesmo de levantar!...

Sem comentários: