sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Terminou...



A chama que uma dia foi tão forte...
Extinguiu-se de uma forma lenta...
Hoje apaga-se e parece ser uma sorte...
A dor que existiu é que não se lamenta...
Fica o fumo que na noite se esvanece...
Arrastado para longe ao sabor do vento...
Levando as memórias e quem não se esquece...
Os sonhos, as ilusões e até o lamento...
Mais cedo do que seria de esperar...
Hoje a nossa história simplesmente terminou...
Deixou de haver o ouvir, o compreender e o falar...
Que um dia a chama tanto atiçou...
Pensei que ficasse a dor e a saudade...
Mas para ser sincero e dizer toda a verdade...
Depois de tantas batalhas perdidas...
E no meio de tantas e tantas feridas...
A verdade é que tudo simplesmente terminou...


Sem comentários: