domingo, 30 de setembro de 2012

Alma...




Eu teria de tudo na vida desistido...
Para finalmente te poder tocar...
Ainda que agora não faça sentido...
Apenas ao céu eu queria chegar...
Desistira de toda a eternidade...
Para tocar uma vez na tua mão...
Assim sentir a imensa felicidade...
E bem alto ouvir o meu coração...
Só tu és capaz de me perceber...
Mesmo que o teu nome oculte...
No silêncio posso palavras dizer...
Sem que mais ninguém escute...
Para casa não quero mais voltar...
Se ao meu lado não te posso ter...
É como viver sem poder respirar...
Sonhas sem poder jamais viver...
Esta noite não te quero deixar ir...
Ao teu lado me quero deitar...
O teu corpo e calor enfim sentir...
Antes, durante todo o meu sonhar...
Quero sentir a eternidade a passar...
Teus cabelos poder tocar e cheirar...
O teu nome irei agora enfim dizer...
Baixinho para mais ninguém saber!...
Neste momento tudo o que sinto...
Na beleza destas palavras eu pinto...
Não sou capaz de poesia escrever...
Tudo o que posso fazer é tentar...
Os belos momentos do meu viver...
Deixar a minha alma aqui falar!...


Sem comentários: