sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Descalço...



No teu profundo e belo poema...
Eu vi os sonhos e os versos de amor...
Adoptei frases tuas para serem meu lema...
Deixei de lado e esqueci toda a dor...
Eu vi pensamentos e história de encantar...
Nas linhas entreabertas do teu escrever...
Nelas consegui sonhas, mais ainda... acreditar...
Que no teu poema eu saberia viver...
Percorro este areal num passo descalço...
Sinto o teu poema os meus pés banhar...
Sem colocar em causa cada meu passo...
Eu vi o sincero acreditar no teu olhar...
No teu poema eu vi o meu mundo girar...
Nas suas palavras adorei viajar...
Abruptamente o teu poema terminou...
Terá sido porque a tinta acabou?!...

Sem comentários: