quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Alerta...



Alerta...
Eu vou estar sempre na certa...
A vida não passa de uma porta aberta...
Onde podes entrar...
Ou sem dar conta sair...
Alerta para o que se possa passar...
Despedindo do que vai partir...
Alerta para o que nos rodeia...
Deixando de lado o ruído exterior...
Atento apenas ao caminho por onde vagueia...
Este barco que navega a motor...
Ao redor procuro a linha do horizonte...
Aqui e acolá busco com o meu olhar...
Meios de ultrapassar o alto monte...
Que se ergue ao fundo no azul do mar!...


Sem comentários: