terça-feira, 9 de outubro de 2012

(De)encontros




Houve um tempo em que eu queria tudo...
Tempos houve em que não queria nada...
Em outros momentos queria dar-te o mundo...
Querendo continuar a vida já começada...
Houve um tempo em que eu queria tudo...
Dizia a ela que não me dizia nada...
Voltava ao meu canto quieto e mudo...
E seguia o rumo da minha estrada...
Até que um dia ela percebeu em mim...
Havia muito mais do que ela contava...
Um coração macio e delicado como o cetim...
Que tantas e tantas vezes ela magoava...
Até que um dia ela percebeu em mim...
O que esperava descobrir em alguém...
Mas era tarde, uma pena, enfim...
Que às vezes se olhe e não se veja além...

Sem comentários: