sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Diferente...



Quando os teus olhos me tocaram
Indescritível aquilo que neles vi
Os ponteiros do relógio pararam
Dei conta de ti em mim a entrar
Um turbilhão de sentimentos senti
Capazes de me fazer despertar

Sou um rapaz honrado
Que gosta de sorrir
Quer muito ser amado
E a vida voltar a sentir

Quando os teus olhos me tocaram
Não sei se tiveste o mesmo sentir
Todos os lugares se esvaziaram 
E o mundo completo ficou só nosso
Olhei em redor e dei por mim a sorrir
Ao mesmo tempo disse: eu posso!

Escrevo aqui sentado
Bem perto do mar
Ajuda a estar concentrado
E o tempo a passar

Quando os teus olhos me tocaram
Neles quis de imediato mergulhar
Ao mesmo tempo que se afastaram
Para depois de novo se reunirem
Quero as tuas mãos poder tocar
Não deixar os teus olhos partirem


Sem comentários: