segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Sentado...




Durante muito tempo estive sentado no passado
Com palavras que não podia esquecer
Com certezas que em tempos tive
Com as memórias do meu coração!
Sentado no passado
Cansei-me de procurar motivos
De ser perseguido por sombras discretas
Hoje sento-me no presente
Olho as estrelas no alto céu
Vivo livre das memórias
E liberto de todas as histórias
Sentado no presente 
Procuro a doçura e presença do olhar
Construindo palavras novas
Agrupando-as em textos diferentes
Cansei-me de sentar
E de esperar sentado
Cansei-me de pensar
Em tudo o que já era passado
Preciso sim de te abraçar!
Sentir-me no teu olhar
Absorver o teu perfume na minha pele
Ter-te junto a mim e ao meu lado
Sentir os meus olhos brilharem
A minha esperança e sorriso crescerem
E de forma natural o coração acelerar

Sem comentários: