domingo, 14 de abril de 2013

Sentado...




Hoje aqui me vou sentar
Daqui a paisagem irei ver
Fechando os olhos e voar
Para nas palavras me inscrever

Tantas palavras sinto em mim crescer
Os meus dedos apressadamente a calcorrear
Na pressa de poderem longe chegar
À mente de quem as vai compreender
Em frente os pássaros estão a esvoaçar
Na liberdade e plenitude do seu sentir
Onde me encontro o mar não consigo ouvir
E por isso hoje aqui me vou sentar

Fecho os olhos pleno de esperança
Sinto meus pés no areal a viajar
A espuma do mar procura vir beijar
O meu olhar que no horizonte balança
Cada passo o festim digno de se viver
Trazidas pelos ventos desta maresia
A confiança, a entrega e a alegria
Até aqui onde a paisagem vou ver

Sei que nas palavras não tenho jeito
Das minhas emoções conseguir expressar
Por isso em sonhos te procuro ir visitar
E assim sentir-te viajar no meu peito
Eternamente contigo nos meus braços ficar
É tudo aquilo que mais quero sentir
Num sussurro leve no meu ouvido te ouvir
Fechando os olhos e continuando a voar

Este ar que me inunda e enche os plumões
À fonte do teu coração eu quero ir beber
Para que seja livre e pleno todo o meu ser
Entregue nas delícias de todas as emoções
Bom é fechar os olhos e o teu rosto ver
Nas tuas mãos o meu coração depositar
Assim no dia a dia em frente caminhar

E por entre as palavras me poder inscrever

Sem comentários: