segunda-feira, 17 de junho de 2013

Sinto-me bem...



Hoje sinto-me muito bem...
Com a cabeça arrumada...
Quase não sinto a falta de nada...
Hoje sinto-me muito bem...
Com uma alegria dentro do peito...
Apesar do coração estar desfeito...
Hoje sinto-me muito bem...
Com esta imensa saudade...
Sei que ela é parte da felicidade...
Hoje sinto-me muito bem...
Mas queria-te aqui a meu lado...
Sentir-me no teu abraço embalado...
Hoje sinto-me muito bem...
Com a vida a começar a correr...
Sentindo a imensa alegria de viver...
Hoje sinto-me muito bem...
O que preciso mais que isso?!...
Sentir-me sempre assim é compromisso!...

Sinto-me bem...



Hoje sinto-me muito bem...
Com a cabeça arrumada...
Quase não sinto a falta de nada...
Hoje sinto-me muito bem...
Com uma alegria dentro do peito...
Apesar do coração estar desfeito...
Hoje sinto-me muito bem...
Com esta imensa saudade...
Sei que ela é parte da felicidade...
Hoje sinto-me muito bem...
Mas queria-te aqui a meu lado...
Sentir-me no teu abraço embalado...
Hoje sinto-me muito bem...
Com a vida a começar a correr...
Sentindo a imensa alegria de viver...
Hoje sinto-me muito bem...
O que preciso mais que isso?!...
Sentir-me sempre assim é compromisso!...

domingo, 9 de junho de 2013

Viver...



Viver é entrar em cena a cada momento...
É não ter medo de enfrentar a memória...
Não negar sentir qualquer sentimento...
Fazê-lo protagonista da nossa própria história...
É dirigir e unir o sentido da nossa emoção...
É viver cada dia como uma nova vitória...
Abraçar o bater do nosso coração...
Viver é não deixar fugir nada da mão...
Aceitar que nada acontece por acaso...
Sentir a vida em cada palmo de chão...
Sem pressas ou medo de qualquer atraso...
Viver é estar em sintonia comigo...
É trazer a beleza de dentro para fora...
Acreditar que o sonho não começa contigo...
Ele começa a cada instante, pode ser agora...
Viver é acreditar que o sonho comanda a vida...
Nunca desistir e encarar o horizonte sorrindo...
É fazer do fim sempre um ponto de partida...
Sentir que a vida está agora apenas começando...

Viver...



Viver é entrar em cena a cada momento...
É não ter medo de enfrentar a memória...
Não negar sentir qualquer sentimento...
Fazê-lo protagonista da nossa própria história...
É dirigir e unir o sentido da nossa emoção...
É viver cada dia como uma nova vitória...
Abraçar o bater do nosso coração...
Viver é não deixar fugir nada da mão...
Aceitar que nada acontece por acaso...
Sentir a vida em cada palmo de chão...
Sem pressas ou medo de qualquer atraso...
Viver é estar em sintonia comigo...
É trazer a beleza de dentro para fora...
Acreditar que o sonho não começa contigo...
Ele começa a cada instante, pode ser agora...
Viver é acreditar que o sonho comanda a vida...
Nunca desistir e encarar o horizonte sorrindo...
É fazer do fim sempre um ponto de partida...
Sentir que a vida está agora apenas começando...

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Subtilezas...



Desde o seu início até ao seu fim
Construímos uma grande viagem
Numa porta o não, noutra o sim
Cintilando aquando da passagem
À medida que nos vamos libertando
Nós próprios vamos reconhecer
Como peregrinos vamos viajando
Sem amarras que nos possam prender
Podíamos ser qualquer outra pessoa
Ou poderíamos ser desconhecidos
Donos deste pensamento que voa
Repletos de sonhos muito merecidos
Nas meias palavras vamos viajar
Sem que o destino seja conhecido
Apenas levamos para nos orientar
A felicidade e o desejo prometido
As subtilezas são o meu refúgio
Onde gosto de me reencontrar
Poderosas como um forte rio
Que no mar quer ir desaguar
Surpresas boas são possibilidade
Muitas vezes difíceis de entender
Irei seguir com muita naturalidade
O que o meu coração tiver a dizer

Subtilezas...



Desde o seu início até ao seu fim
Construímos uma grande viagem
Numa porta o não, noutra o sim
Cintilando aquando da passagem
À medida que nos vamos libertando
Nós próprios vamos reconhecer
Como peregrinos vamos viajando
Sem amarras que nos possam prender
Podíamos ser qualquer outra pessoa
Ou poderíamos ser desconhecidos
Donos deste pensamento que voa
Repletos de sonhos muito merecidos
Nas meias palavras vamos viajar
Sem que o destino seja conhecido
Apenas levamos para nos orientar
A felicidade e o desejo prometido
As subtilezas são o meu refúgio
Onde gosto de me reencontrar
Poderosas como um forte rio
Que no mar quer ir desaguar
Surpresas boas são possibilidade
Muitas vezes difíceis de entender
Irei seguir com muita naturalidade
O que o meu coração tiver a dizer

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Aproveitar...



Há anos que podem parecer dias
Dias que se confundem com anos
Na história ficam todas a alegrias
Os medos e até alguns enganos
Há minutos que parecem ser horas
Segundos que são uma eternidade
Encerram em si verdadeiras loucuras
Histórias de muita e perfeita felicidade
Um truque podemos sempre usar
Para o tempo deixar de nos fugir
Basta apenas que consigas transformar
Cada segundo no teu imenso sentir

Aproveitar...



Há anos que podem parecer dias
Dias que se confundem com anos
Na história ficam todas a alegrias
Os medos e até alguns enganos
Há minutos que parecem ser horas
Segundos que são uma eternidade
Encerram em si verdadeiras loucuras
Histórias de muita e perfeita felicidade
Um truque podemos sempre usar
Para o tempo deixar de nos fugir
Basta apenas que consigas transformar
Cada segundo no teu imenso sentir

domingo, 2 de junho de 2013

Feiticeira do tempo...



Conta-me o teu feitiço
Que faz o tempo parar
O meu coração acelerar
E o pensamento atiradiço
Conta-me o teu segredo
Que me faz ter a saudade
De toda esta doce felicidade
Viajar sem sentir o medo
Conta-me toda a tua história
Faz de mim o teu presente
Juntos veremos o horizonte
Partilhando laços de alegria

Feiticeira do tempo...



Conta-me o teu feitiço
Que faz o tempo parar
O meu coração acelerar
E o pensamento atiradiço
Conta-me o teu segredo
Que me faz ter a saudade
De toda esta doce felicidade
Viajar sem sentir o medo
Conta-me toda a tua história
Faz de mim o teu presente
Juntos veremos o horizonte
Partilhando laços de alegria