quinta-feira, 19 de junho de 2014

Início



Um raio de luz que desponta
Com um brilho do outro mundo
Uma nova história que se conta
Numa volta que dura um segundo.
Cada palavra nova que se ergue
Reflexo de cada queda e trambolhão
Eis que há uma nova que se segue
Vinda bem do fundo do coração.
Cada palavra constrói um edifício
Daquela que pode ser a tua morada
Estamos ainda muito no início
Desta longa e feliz caminhada.
Há um raio de luz que brilha
Bem fundo na minha alma
Do tamanho de uma ervilha
Mais quente do qualquer chama.
Resplandece na imensidão da cor
Iluminando a minha viagem
Afasta de mim toda a dor
Pois a felicidade não é miragem.
Aqui estou eu a começar
Esta viagem de rumo incerto
A luz me irá sempre guiar
No futuro ainda em aberto.

Sem comentários: